quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Crise no Caxias!

Presidente do Caxias, Nelson Reche Filho tem uma bomba na mão
Caxias do Sul (RS), 08/01/2014 - O grupo de jogadores do Caxias trabalha visando amistoso de sábado diante do Cruzeiro, em Porto Alegre. Até o momento, o Caxias atuou de forma amistosa contra o Cerâmica, em duas oportunidades, vencendo a partida em Flores da Cunha por 3 a 2 e empatando na cidade de Gravataí, pelo placar de 2 a 2.

Nota do editor: Parece que está tudo lindo no Caxias, não é mesmo? Mas não é bem assim. Fui procurado por um ex-funcionário do clube que informou que foi demitido há mais de um ano e ainda não recebeu a sua rescisão, tanto que foi parar na Justiça do Trabalho. São 12 funcionários e entre eles, alguns jogadores, que também não viram a cor do dinheiro. São pais de família que ainda estão desempregados e que precisam de ajuda. Não compreendo como que a Justiça do Trabalho não age de forma mais ríspida com o clube. Nem os acordos judiciais o clube pagou! E a imprensa de Caxias vai ficar calada? Em alguns casos, por exemplo, estes funcionários demitidos não podem nem acessar o Estádio Centenário. O atual presidente Nelson Reche Filho alega que estas dívidas pertencem a administração anterior de Osvaldo Voges. Ora vamos combinar que isso não existe. Em fevereiro o ônibus do Caxias será penhorado. A verba da televisão e renda também poderá ficar com a justiça. Crise geral no Caxias!