segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

Até quando teremos mortes de torcedores? De quem é a culpa?

Torcedores se encontram antes do Clássico. Assim deveria ser sempre. Foto: Facebook Rafael do Santo Afonso
Novo Hamburgo (RS) - Um jovem de 16 anos morreu em uma briga de torcidas após o empate de 2 a 2 entre Aimoré e Novo Hamburgo na noite de domingo (1°). A vítima, identificada como Maicon Doglas de Lima, foi baleada duas vezes nas costas. A confusão teria começado por volta das 21h30 na Estação Santo Afonso. A Brigada Militar foi acionada e, segundo os policiais que atenderam a ocorrência, algumas pessoas estavam jogando pedras umas nas outras. Um homem foi detido por dano ao patrimônio e o grupo se dispersou. Fonte: Jornal NH

Nota do editor: Estou realmente chocado pela tragédia ocorrida após o Clássico do Vale, da morte deste menino. Sinceramente, não vejo motivos para que os torcedores de ambos os clubes se matem por causa de um jogo de futebol que seria apenas um entretenimento. Desde o ano passado tenho acompanhado pelas redes sociais as ofensas entre eles. E agora chegamos ao limite. De quem é a culpa da morte deste garoto? Acho que temos vários culpados, entre eles, os próprios torcedores tanto de uma torcida quanto de outra. Quem eles pensam que são? Acho que a polícia civil deveria investigar algumas torcidas organizadas dos dois clubes, procurar saber quem são e o que fazem. A Brigada Militar também é culpada. Deveria estar acompanhando o deslocamento dos torcedores até a Estação Santo Afonso. Subestimaram a torcida. E pelo que sei, a direção do Novo Hamburgo solicitou escolta da BM para os torcedores do Aimoré até a estação. Se tivesse feito isso provavelmente não teria ocorrido nenhum problema. Deixando claro que o clube não tem culpa alguma nesta briga! Maicon Doglas fazia parte da PARANóia, do Novo Hamburgo. Os responsáveis pela torcida organizada declararam luto oficial em sua página no Facebook.