quinta-feira, 2 de abril de 2015

Fabrício deveria ser perdoado?

Atitudes condenáveis do jogador Fabrício. Foto: Ricardo Rímoli
Porto Alegre (RS) - Após cenas lamentáveis no segundo tempo no segundo tempo da vitória do Inter sobre o Ypiranga no Beira-Rio, Fabrício tem o futuro em dúvida em Porto Alegre. O jogador xingou a torcida e foi expulso e, ainda antes de sair do gramado, tentou jogar a camisa colorada. O presidente colorado, Vitorio Piffero, anunciou na partida a suspensão do jogador. No entanto, evitou adiantar uma possível rescisão de contrato do atleta. “Não vou tomar atitude de cabeça quente”, afirmou. “Vou tomar atitude na segunda-feira após a Páscoa. Até lá ele está totalmente suspenso.” Fonte: Correio do Povo

Nota do editor: Sinceramente, é lógico que as atitudes do Fabrício foram condenáveis e até acho que ele nunca mais deveria vestir a camiseta, o manto sagrado do Internacional. Porém, tenho que avaliar de forma imparcial o ocorrido. O Fabrício errou, mas o torcedor desrespeitou o jogador enquanto trabalhador. Não é por que pagou ingresso que os torcedores tem o direito de cada vez que seu próprio jogador tocar na bola vaiar o cara, xingar o cara com todos os palavrões possíveis! O torcedor está ali na arquibancada pra ajudar e não para atrapalhar. Vaias ao Fabrício acontecem há muito tempo! Agora, foi a gota d’agua para o atleta. No Brasil existe um lateral-esquerdo melhor do ele, que esteja livre? Não tem. Foi muito triste o que aconteceu. Acredito que os torcedores deveriam pensar melhor antes de xingar o jogador da sua equipe. Talvez apoiar seja o mais adequado. Detonar o seu próprio jogador beira a falta de inteligência. Fabrício deveria ser perdoado? Com a palavra os colorados!