quinta-feira, 28 de maio de 2015

E aí presidente Piffero, o Inter já é uma máquina?

Presidente Vitorio Piffero acha agora que Inter não é uma máquina. Foto: Ricardo Rímoli
Porto Alegre (RS) - O topo da América está mais perto do Beira-Rio. Contra um paredão colombiano, o Inter pressionou até furar o bloqueio do Santa Fe e fazer o 2 a 0 da classificação, nesta quarta-feira no Beira-Rio. O resultado chegou depois de um massacre no segundo tempo, que obrigou faltas violentas e expulsões do lado do Santa Fe, que só levou o segundo gol aos 42 minutos. Com gols de Juan e Rafael Moura, o Colorado chegou ao placar que precisava e está na semifinal da Libertadores para enfrentar o Tigres, já que o Cruzeiro não passou pelo River Plate.  

Nota do editor: Alô amigos, no começo da temporada o presidente Vitório Piffero disse que com o tempo o time do Internacional se tornaria uma máquina. Na oportunidade critiquei de forma veemente as palavras mal ditas pelo presidente colorado, afinal, é muito difícil uma equipe ser uma máquina. Até hoje só conheci uma: Barcelona do Pepe Guardiola. Na entrevista coletiva após a classificação contra o Santa Fé coloquei exatamente isso ao presidente e ele tentou desconversar e inclusive, disse que não lembrava de ter dito algo deste tipo ! Mas falou presidente! Porém, mesmo não se transformando nesta máquina, o time vem apresentando um bom futebol. E digo isso graças ao qualificado trabalho do técnico Diego Aguirre. Como escrevi aqui, o Inter está pronto para ser tri da Libertadores. Pra mim, o maior adversário será o River Plate! Podem apostar.