terça-feira, 25 de agosto de 2015

Tem como fazer futebol assim?

Vejam a renda do jogo, apenas R$ 540,00
Novo Hamburgo (RS) - Depois de disputar dois jogos no Estádio do Vale, o Novo Hamburgo terá uma semana de desafios longe de casa. Na quarta-feira, dia 26, a equipe anilada encara o Lajeadense, na Arena Alviazul, em Lajeado, pela Copa Luiz Fernando Costa. E, na sequência, o Noia enfrenta o Juventude, no domingo, dia 30, no Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, pelo Campeonato Valmir Louruz.

Nota do editor: Alô amigos! Sinceramente, de coração, estou muito arrependido de ter batido pé aqui no blog e nos meus espaços esportivos da Rádio ABC 900 AM para que o presidente Claudemir Dias da Costa colocasse o time nas competições profissionais no segundo semestre. Arrependido não pelo bom futebol que a garotada tem apresentado e pelo ótimo desempenho que o treinador Daniel Franco vem tendo a frente do time. Mas estou profundamente arrependido pelo que tenho visto nas arquibancadas do Estádio do Vale. A falta de mais apoio da comunidade! A renda dos jogos do Noia em casa é uma vergonha, não paga a arbitragem, inclusive os dirigentes estão tirando dinheiro do bolso para completar a grana dos árbitros. Aliás, a Federação Gaúcha de Futebol (FGF) deveria bancar os homens do apito e não os clubes! A imagem acima mostra o quanto o futebol gaúcho no segundo semestre é ridículo e deficitário. No jogo diante do Lajeadense pela Copa Luiz Fernando Costa a renda foi de apenas R$ 540,00, dependendo do dia qualquer um de nós tem no bolso. Apenas 31 torcedores pagaram ingresso, os demais que estavam por lá, eram sócios e conselheiros. Estou envergonhado com o futebol do interior gaúcho! E mais uma vez desculpa por ter ‘exigido’ que o clube mantivesse o futebol profissional. Se no ano que vem for assim, o melhor é fechar as portas!