quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Estou preocupado com o futuro do Aimoré no próximo Gauchão!

Bola volta rolar no Estádio Cristo Rei oficialmente com o time profissional somente em janeiro de 2016
São Leopoldo (RS) - Jogando em Viamão na tarde desta quarta-feira, a equipe sub-19 do Aimoré, treinado pelo Arilson Costa, empatou em 1 a 1 com o Tamoio. O jogo foi válido pelo Gauchão da categoria. O time do Índio Capilé perdeu com este empate o 100% de aproveitamento na competição, mas segue invicto. O próximo adversário do Aimoré será o Novo Horizonte, em Esteio.

Nota do editor: Alô, amigos! Sinceramente, confesso pra vocês que estou bem preocupado com o futuro do Aimoré no Campeonato Gaúcho do ano que vem! E, convenhamos, tenho que ser justo aqui neste espaço, pois se eu cobro do Novo Hamburgo e digo que temo o futuro do Noia, sou obrigado a fazer o mesmo com o Aimoré. Embora não esteja mais disputando competições profissionais neste segundo semestre, o Índio Capilé vive uma grande monotonia em relação ao futuro. O diretor executivo de futebol, Luis Fernando Hannecker, afirma que o primeiro objetivo antes de contratar o treinador é reestruturar o clube. Porém, tudo esbarra na questão financeira. O presidente André Schu já antecipou verba da tevê do Gauchão 2016, cerca de R$ 500 mil. Dizem por aí que com os descontos o Aimoré tem a receber em torno de R$ 300 mil. Ou seja, o presidente Schu e o diretor Hannecker terão que contratar um treinador e montar um grupo de jogadores com uma folha salarial em torno de R$ 120 mil. Difícil né, mas os dois maiores clubes do Vale do Sinos estão na mesma situação e vão ter que ‘rebolar’ para fazer bons times, e com um único objetivo: se manter na elite do futebol gaúcho! EM TEMPO: sobre treinador, vários nomes estão numa lista na mesa do presidente, entre eles do Beto Campos (atualmente no Caxias), Abel Ribeiro, Hélio Vieira, Flávio Campos, Clemer, Gelson Conte, Fabiano Daitx, entre outros. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...