terça-feira, 22 de setembro de 2015

Quem sabe um novo Gauchão possa surgir a partir de 2016?

Alguns dos treinadores que estiveram presentes no encontro. Foto: Eduardo Pires
Porto Alegre (RS) - Os técnicos do futebol gaúcho se reuniram na tarde desta segunda-feira para discutir medidas e ações que protejam a categoria. O encontro foi liderado pelo técnico Édson Porto e contou com a presença do presidente da Federação Brasileira de Treinadores de Futebol, Zé Mário. Entre os temas discutidos estão a regulamentação da profissão e o fortalecimento do Sindicato dos Treinadores do Rio Grande do Sul e também a formatação de um novo Campeonato Gaúcho, com um calendário mais longo para os clubes do interior.

Nota do editor: Alô, amigos! Estive presente neste encontro na sede da Federação Gaúcha de Futebol (FGF) que reuniu mais de 80 profissionais entre treinadores, diretores executivos, preparadores físicos e treinadores de goleiro. Aliás, vai aqui um comentário sobre a nova sede da FGF: é um verdadeiro palácio! Será que precisava tudo isso? E os clubes do interior como dizem os gaúchos: ‘matando cachorro a grito’. Mas, enfim, parabéns ao Edson Porto que conseguiu reunir estes profissionais interessados criar alternativa para que o futebol no interior não morra! Um documento com reivindicações será encaminhado à FGF, principalmente em relação ao calendário. Hoje, o futebol gaúcho tem como mercado forte apenas o primeiro semestre. Tive a oportunidade de falar sobre as necessidades do interior, mas principalmente sobre o amadorismo que atinge os dirigentes dos nossos clubes, que agem baseados na emoção e poucas vezes com a razão! Precisamos fortalecer os clubes, e só assim teremos mais empregos para todos. Surgiu uma proposta para que torne o Gauchão mais atraente, juntando os clubes da Série A e B iniciando o campeonato em agosto sem a dupla Gre-Nal, mais Juventude e Brasil de Pelotas que estão na Série C. Estes clubes jogariam uma competição forte até dezembro classificando oito equipes para o Super Gauchão com 12 times e caindo três equipes para a Divisão de Acesso. Deixando claro que o Gauchão de 2016 está garantido com a mesma fórmula. Está sendo pensando um NOVO GAUCHÃO  a partir de agosto do ano que vem. Acho que o presidente Francisco Novelletto precisar ouvir os profissionais envolvidos para quem sabe ser o dirigente que vai salvar o futebol gaúcho. Sai deste encontro otimista em relação ao futuro. EM TEMPO: Entre os convidados estavam algumas figuras conhecidas do futebol gaúcho, como Cláudio Duarte, Cassiá Carpes, Beto Almeida, Guilherme Macuglia, Luis Antônio Zaluar, Ben Hur Pereira, Gilmar Iser, Rodrigo Bandeira, Badico, Newton Drummond, Paulo Turra, Julio Scheibler, Gelson Conte, Luis Fernando Hannecker, Julio Batisti, Fabiano Daitx, Armando Dessessards, Renan Mobarack, José Lummerts, Marcelo Rhoden, Betinho e Suca. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...