terça-feira, 29 de setembro de 2015

Vai começar mais uma novela: Quem será o treinador do Novo Hamburgo no Gauchão?

Daniel Franco já mostrou que tem qualificação para ficar no Gauchão. Foto: Giovani Júnior/ECNH
Novo Hamburgo (RS) - O Novo Hamburgo terá uma sequência de três jogos nos próximos oito dias pelo Campeonato Valmir Louruz. O motivo desse acúmulo de partidas é devido ao adiamento de dois jogos que o Anilado teve em virtude das fortes chuvas das últimas semanas. O primeiro confronto do Noia nessa série de jogos será diante do Cruzeiro nesta quarta-feira, dia 30, às 15h, no Estádio do Vale. Na sequência, a equipe anilada encara o Grêmio fora de casa e encerra a fase classificatória em casa contra o Juventude.

Nota do editor: Alô, amigos! O presidente Claudemir Dias da Costa já confirmou que segue no comando do Novo Hamburgo, pelo menos até o final do Campeonato Gaúcho do ano que vem! E assim, encerrou uma novela! Mas, vai começar outra. A novela que está entrando em cartaz a partir de agora é saber quem será o treinador do Noia no Gauchão! Sinceramente, acredito que esta novela não deveria ir longe. Explico: o Novo Hamburgo possui um treinador e ele se chama Daniel da Costa Franco. Ele está comandando o time do anilado neste segundo semestre e dando uma excelente resposta. Escrevi aqui diversas vezes e falei também nos espaços esportivos da Rádio ABC 900 AM, que o Daniel Franco já deu demonstrações de que possui qualificação para seguir como técnico. O presidente Claudemir quer a continuidade do Daniel, entretanto, o colegiado que está apoiando e atuando para dar suporte a presidência é quem também analisará a situação do treinador. Convenhamos, se demorar muito para definir, o Noia sairá atrás de vários clubes. O Glória de Vacaria, por exemplo, está contratando o Clemer, que talvez pudesse ser uma alternativa. Acho que o Daniel Franco deveria ser mantido, pelo trabalho que vem realizando, e também pelo conhecimento geral que possui do clube e de jogadores da base. Se o colegiado não for nesta linha de raciocínio poderá comprometer o futuro do Novo Hamburgo no Gauchão! Fica a dica.