terça-feira, 13 de outubro de 2015

Mais um time profissional no Vale do Sinos pra ficar mendigando?

Torcedores o Alambique tem, isso é inegável. Foto: Facebook Alambique
São Leopoldo (RS) - A decisão já está tomada: o Alambique irá se profissionalizar e jogar a terceirona gaúcha. Quem confirma é o presidente da equipe da baixada, Alessandro Camilo, o Lemos. Ainda não existe uma data definida para isso ocorrer, mas é certo que uns dos clubes mais tradicionais de São Leopoldo não jogará mais o campeonato municipal de futebol amador, organizado pela Limfa. Lemos também deixa claro que não quer competir com o Aimoré. Reconhece a tradição do clube índio, mas entende que o Alambique tem condições de se tornar a segunda força na cidade e representar bem São Leopoldo em competições organizadas pela Federação Gaúcha de Futebol. Fonte: Jornal VS

Nota do editor: Alô, amigos! Quando abri o Jornal VS na página de esportes me deparei com uma reportagem do colega Juliano Palinha sobre o interesse do clube Alambique de profissionalizar o seu futebol. Confesso que fiquei bastante surpreso, balançando a cabeça de um lado para o outro negativamente. Com todo respeito ao presidente Lemos, que não conheço e até gostaria de conversar com ele, mas isso não passa de uma loucura motivada por alguns malucos que não sabem que podem estar entrando em um buraco sem fim! Olhando as imagens da estrutura do seu estádio observo que infelizmente o Alambique não tem condições nenhuma de ser um clube profissional. Seria mais um no interior do Estado em condições precárias e com gramados ruins apenas para satisfazer uma meia dúzia de pessoas que não conhecem internamente o que significa ser um clube de futebol profissional! E, olha, que criei este blog exatamente para destacar o futebol principalmente do Vale do Sinos e estou indo contrário ao meu interesse, mas sinceramente, tornar um clube de várzea em um clube profissional é uma loucura! Sugiro ao presidente Lemos para parar e pensar nas dificuldades que estariam chegando. Conversem com o presidente do Aimoré, André Schu, e aí saberão por que não devem se profissionalizar. Fica a dica!