quarta-feira, 20 de julho de 2016

O futebol, a vida e o jornalismo esportivo! O Flamengo de Zico e cia!

Zico, Andrade, Leandro e Júnior. Grandes craques que marcaram o futebol dos anos 80
Alô, amigos!
Na semana passada publiquei a história da conquista do título nacional do Inter de forma invicta em 1979. CLIQUE AQUI E LEIA OS CAPÍTULOS ANTERIORES. 

FLAMENGO X LIVERPOOL - (PARTE I - 1978-1982)

DEZEMBRO DE 1981

Era como uma orquestra, um tango, um amor sem fim, uma tarde com muito sol em qualquer parque da sua cidade. Sabe aquele dia que tudo dá certo? Pois é, assim aconteceu com o Flamengo na final do Mundial Interclubes, em Tóquio, no Japão. Uma final, entre o criador e a criatura. O futebol inglês diante do brasileiro. Para falar a verdade, até parece que nós, brasileiros é que inventamos este esporte mágico e apaixonante. 

Depois de conquistar o título da América com maestria, aquele timaço do Mengão partiu para o voo mais alto na sua história, o Mundial Interclubes. Em um mesmo ano, o Flamengo de Zico, Júnior, Tita, Nunes, Andrade, Adílio e cia. conquistaram nada mais nada menos do que quatro campeonatos. Na final, em Tóquio, o time foi comandado pelo ex-jogador do Internacional e do próprio Flamengo, o gaúcho Paulo César Carpegiani. 

Zico era gênio
Mas o que é mais inesquecível, era de como jogava aquela equipe. Os toques na bola eram geniais. E a cada momento, a cada jogo, e principalmente depois de cada partida, eu sentia um alívio, um bem-estar, até hoje eu não sei por quê. O Flamengo desce para o ataque, o time inglês não consegue acertar a marcação, e Zico, dá um belo passe para Nunes, que completa para o gol, abrindo o placar. O Brasil, ou melhor, o Flamengo, quer dizer, o povo brasileiro, eu sei lá, a maior torcida do País comemorava a vitória por 3 a 0 em cima do Liverpool. 

CLIQUE AQUI E VEJA O ANÚNCIO
Naquele ano, eu já entendia um pouco mais sobre o mundo chamado futebol e já elegia um novo ídolo, além é claro do Falcão. O novo craque para mim, era Zico. O Galinho de Quintino jogava demais. Ele era genial. Nenhum jogador no futebol brasileiro, depois do Zico, me chamou tanto a atenção. Pelos gramados ou pelos campos de chão duro do bairro, jogando futebol após a aula com os colegas, todos queriam ser o Zico. Muitos críticos chegaram a comparar Zico com Pelé. É difícil para mim chegar a uma conclusão de quem verdadeiramente foi o melhor jogador do futebol brasileiro de todos os tempos. Até porque, o Pelé, eu só conheci através de fitas de vídeos e DVD. Já o Zico não. Este eu vi ao vivo no estádio.

Eu vi o Zico jogar ao vivo em estádio
O galinho seguidamente estava lá, na tela da nossa tevê preto e branco. E até mesmo nos estádios, quando pela primeira e única vez fiquei paralisado e ao mesmo tempo encantando com os dribles, lançamentos e cobranças de faltas daquele que para mim foi o melhor jogador do futebol brasileiro de todos os tempos. Sei que alguns ou a maioria dos meus leitores estão nesse momento discordando e querendo me matar por isso. Mas, o que eu posso fazer, gosto não se discute! O maior problema do Zico foi não ter sido campeão do mundo com a seleção brasileira.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...