domingo, 31 de julho de 2016

Vacaria vai deixar saudades!

Vacaria nos deixa aos 67 anos. Tem a sua história registrada no Inter e no Novo Hamburgo. Foto: Arquivo Jornal NH
Alô, amigos!
Em 2000, eu tinha apenas cinco anos de radiojornalismo esportivo, e assim como faço hoje, ainda bebo muito das informações e conversas com pessoas ligadas ao futebol, principalmente dos treinadores, os chamados ´professores`. Naquela época, difícil, com pouca grana, recém chegado ao meio radiofônico, apreender era um bem necessário para o crescimento na profissão de repórter esportivo. E, apreendi muito com uma pessoa aparentemente carrancuda, mau humorada e de poucas palavras.

Porém, depois que comecei a conviver em treinamentos, jogos e no dia a dia, passei a admirar como um pai do futebol pra mim. Percebi que ele não era nada disso, carrancudo, mau humorado e de poucas palavras. Conheci a pessoa amável, sincera, muitas vezes bem humorada e sempre disposto a conversar sobre tudo, inclusive sobre futebol. 

Foi com ele, que neste ano de 2000, que o meu time do coração, o Esporte Clube Novo Hamburgo conquistou a segundona, e eu estava lá registrando tudo, emocionado e ao mesmo tempo feliz pelo meu trabalho e pelo clube. Agradecendo ao PROFESSOR VACARIA!

Vacaria era um excelente lateral-esquerdo
Na verdade, conheci o Vacaria, nos tempos em que eu era torcedor das arquibancadas do estádio Santa Rosa, quando ele treinava aquele timaço do Noia de 1985. Mas ele lá e eu cá! A distância entre a arquibancada e o campo me separava da sabedoria de um ex-lateral-esquerdo vitorioso com o Internacional e que se destacava como treinador. Eis que o destino quis me colocar frente a frente com o ídolo em 2000. 

Vacaria sabi muito sobre a tática de jogo
Quando ia entrevistá-lo sempre dizia: ´China (como ele me chamava), não faz pergunta difícil´, e começava a sorrir. Grande cara, grande pessoa. Última vez que o vi foi no Grupo Sinos. Em 2015, quando da redação da Rádio ABC 900 AM, o vi entrar, corri para dar-lhe um abraço afetuoso e de forma silenciosa o meu coração e mente agradeceram por ter estado com ele e aprendido sobre o futebol. Quis o destino, de novo, que a última vez que nos veríamos, fosse no prefixo 900 AM, o mesmo que entrevistei por muitas vezes em 2000 quando era Rádio Progresso. 

Vai com Deus amigo, vai deixar saudades!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...