domingo, 4 de setembro de 2016

Quais foram os fatores que levaram o Aimoré a vencer o Clássico do Vale?

Clássico do Vale foi marcado pelo equilíbrio, mas Aimoré foi mais eficiente. Fotos: Giovani Júnior/ECNH
Alô, amigos!
Sinceramente, fiquei surpreso com a vitória do Aimoré em cima do seu maior rival, o Novo Hamburgo, na tarde deste domingo no Estádio do Vale. Em jogo válido pela Copa Caçapava, o Índio Capilé mostrou muita força, determinação e aplicação tática ao bater o anilado pelo placar de 1 a 0. 

Escrevi neste espaço na última sexta-feira os fatores que me levaram a acreditar que o Novo Hamburgo era amplamente favorito. CLIQUE AQUI E LEIA. E, convenhamos, tudo indicava que os comandados do Ben Hur Pereira seriam superiores em campo sobre os comandados do Claiton dos Santos. Mas, na prática, não foi bem assim! Por isso, o futebol é tão bom e tão surpreendente. Parabenizo o Aimoré pela vitória. Foi justa!

O Novo Hamburgo, pelo menos pra mim, foi superior, inclusive com sete chances de gols contra uma oportunidade do Aimoré, resultou no gol da vitória índia. Porém, o que vale é bola na rede. 

Vamos ao fatores que levaram o Aimoré a vitória na cidade de Novo Hamburgo 41 anos depois:

1- O time do Aimoré esteve o tempo todo ligado; jogadores atuaram como se fosse uma verdadeira decisão de campeonato;

2 - Taticamente a equipe do Claiton esteve muito posicionada, esperando o contra-ataque e jogando por uma bola. E deu certo a tática escolhida pelo treinador do Índio Capilé;

Wesley (à direita) fez o único gol do jogo, na única chance do Aimoré
3 - Embora tenha tido apenas uma chance clara de gol, o poder ofensivo do Aimoré é melhor do que do rival. Wesley e Rafael Pilões foram superiores a Diego Viana e Marcio Jonathan no clássico;

4 - O Aimoré foi extremamente eficiente na conclusão, diferentemente do Novo Hamburgo que teve sete oportunidades e não fez;

Pra mim, o time do Novo Hamburgo de uma forma geral é melhor do que a do Aimoré, mas neste jogo a equipe leopoldense mostrou eficiência, por isso, venceu o Clássico do Vale.

E, sinceramente, não adianta dirigentes, torcedores, jogadores ou até mesmo o Claiton ficarem bravos comigo quando escrevo alguma coisa sobre o Aimoré. O negócio é mostrar dentro de campo que podem ser um time de qualidade. Aliás, não é pra mim que precisam mostrar e sim, para os torcedores! Fica a dica. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...