terça-feira, 29 de novembro de 2016

A maior tristeza da história do futebol brasileiro e mundial!


Alô, amigos!
Quando acordei, vi as várias mensagens no meu whats vindas de amigos sobre a queda do avião que levava o grupo da Chapecoense para Medellin, na Colômbia, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana. Não acreditei, liguei o computador, liguei a TV, liguei o rádio, entrei nas redes sociais e aí percebi que era verdade. Então, foi quando tive noção que estava acontecendo a maior tragédia do futebol brasileiro e mundial!

"Pelas andanças no futebol, fiz muitas amizades, e entre os mortos, infelizmente alguns amigos, como Caio Júnior, que jogou no Novo Hamburgo em 1996. Era o meu inicio no jornalismo e final da carreira do Caio. Troquei muitas palavas e apreendi bastante com ele. Trabalhei com Kempes quando fui assessor de imprensa do Noia. Cadu Gaúcho, era supervisor. Também tive a honra de trabalhar com ele no anilado. Anderson Paixão, preparador físico, filho do professor Paulo Paixão, um grande cara. Meu amigo também! O segurança Adriano Bittencourt troquei várias palavras. Um cara legal pra caramba! Sem contar o grande número de colegas de imprensa. E entre estes estava o ex-jogador e treinador, agora comentarista da Fox, Mário Sérgio Pontes de Paiva" 

Enfim, estou muito triste com esta grande tragédia! Pois, quem vive o meio do futebol, meio do jornalismo esportivo, sabe do que estou escrevendo. Estamos sempre na estrada, estamos sempre voando. Corremos riscos a todos momento. Desculpe, mas não tenho mais condições de escrever....Que Deus conforte todas as famílias!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...