quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Depois de muitos anos, o Novo Hamburgo mantém um time-base de um ano para o outro!

Jardel (com a bola) e Ricardo Schneider (à direita), permanecem no anilado para 2017. Fotos: Giovani Júnior/ECNH
Alô, amigos!
Ainda bastante chocado com a tragédia que matou os amigos da Chapecoense, estou tentando encontrar as palavras para dar sequencia ao meu trabalho, especialmente aqui no blog e na Rádio ABC 900 AM. Mas, vamos lá! Bola pra frente! E, muita força para todos os familiares dos envolvidos.

Amigos, preciso elogiar o vice-presidente de futebol e o diretor de futebol do Novo Hamburgo, Everton Cury e Sérgio Schoenardie, respectivamente, pela manutenção de uma equipe base de uma temporada para outra. Todos os anos, nós criticamos que o segundo semestre do Noia não serve para coisa alguma, fato que é verdade, pois apenas alguns jogadores permaneciam para a temporada seguinte. E aí, o clube saia contratando aos montes para o Gauchão!

"Pois, para 2017, a dupla dinâmica de futebol do Noia está mantendo o time-base que disputou o Brasileirão da Série D e a Copa Metropolitana, com alguns jogadores, inclusive, remanescentes do Gauchão deste ano. Com exceção do atacante Saldanha, que não renovou, 80% do time permaneceu. Esta situação não acontecia dentro do Novo Hamburgo deste a temporada 2005 para 2006"

Capitão Preto também é mais um desta temporada que fica
Neste momento, por exemplo, diferentemente de outras temporadas, o Noia já tem sob o comando do Beto Campos um time para iniciar uma partida: Matheus; Celsinho, Júlio Santos, Ricardo Schneider e Brida; Amaral, Jardel, Preto e Júlio Abu; Branquinho e João Paulo. Ainda tem o volante Danilo Goiano e o meia-atacante Juninho, que foram várias vezes titulares durante esta temporada. Claro, necissita de mais reforços, além do Branquinho e João Paulo, e eles virão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...