sexta-feira, 7 de abril de 2017

A vida, o futebol e o jornalismo esportivo!

Grêmio fez uma grande partida diante de um time muito forte, mas acabou perdendo nos pênaltis para o Ajax

PARTE IV
(1995-1998)

Alô, amigos!

GRÊMIO X AJAX - PARTE IV (1995-1998) 

NOVEMBRO DE 1995

Recém havia chegado à redação do antigo Jornal Estância Velha onde estava trabalhando como repórter de geral quando o jogo começou. Para perder o nervosismo, no deslocamento da minha casa até o jornal fui escutando Guns N’Roses. Dentro do ônibus as pessoas até achavam que eu poderia estar maluco, pois cantava em voz alta quase todas as canções do Axl Rose. Quase em Estância Velha o meu toca-fitas rodou Paradise City, e quase fui a loucura, cantava sem parar, quando tive que desembarcar no ponto de ônibus na esquina do jornal.

"Faltavam dez minutos para começar o jogo da vida do Grêmio em Tóquio, contra aquele time espetacular do Ajax da Holanda, que tinha nada mais nada menos do que os maiores jogadores do futebol da Europa na atualidade como os gêmeos Frank e Ronald de Boer, Davids, Litmanen, Kluivert e Overmars. Uma verdadeira seleção. Como na redação do jornal não tinha tevê, acabei levando a minha de cinco polegadas preto e branco. Escrevia de olho da tevê, não sei como consegui redigir algum texto naquele dia. Em 1983, o mesmo Grêmio já tinha sido campeão com a consagração de Renato Portaluppi, mas agora era diferente, o Ajax era muito superior, e eu já entedia um pouco mais sobre o futebol. Com 22 anos, já trabalhava como repórter esportivo em rádio e escrevia no jornal sobre futebol. Entendia alguma coisa sim. Por isso, estava nervoso"

O primeiro tempo se foi como um cometa de tão rápido que passou pelos meus olhos arregalados. No intervalo do jogo tomei quase uma jarra de café preto para ficar cada vez mais ligado. Escrevia as matérias para o jornal do dia, que era vespertino. Aliás, uma das pautas era descrever a festa ou a desgraça dos gremistas. E em caso de desgraça, a comemoração dos colorados na cidade. O Grêmio era bravo, resistia aquele timaço do Ajax. Restaram as cobranças de pênaltis. Dinho e Arce perderam suas cobranças e o Ajax foi o campeão. Foi um dia terrível para mim. E lá estava eu, registrando com uma máquina fotográfica a festa dos colorados. 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...