sexta-feira, 1 de setembro de 2017

A vida, o futebol e o jornalismo esportivo!

Capa no Jornal NH do dia seguinte após o título
PARTE V
(1999-2002)


Alô, amigos!

TAQUARIENSE X NOVO HAMBURGO - PARTE V (1999-2002) 

OUTUBRO DE 2000

Diferente do que vocês possam estar imaginando com o decorrer da leitura, sou torcedor do Esporte Clube Novo Hamburgo. E, por isso, que eu não poderia deixar de relatar essa conquista, da qual estive presente em quase todos os jogos, sempre transmitindo pela Rádio Progresso 900 AM (hoje ABC). Seja como repórter ou como narrador. Num destes jogos pelo interior do estado, fomos à Vacaria, na Serra, para transmitir o jogo entre o Novo Hamburgo e o Glória. E, seria trágico se não fosse cômico. A minha tensão começou cedo pela manhã. Era domingo, chuvoso e frio do mês de setembro. Eu tratei de colocar gasolina no carro da rádio. Conforme o combinado, o narrador José Claucir estaria na emissora às 8h. Já eram quase nove horas e nada do Claucir aparecer. Fui até o apartamento dele, toquei a campainha e nada. Fiquei preocupado. Esperei até às 9h30 da manhã e ele não apareceu. Resolvi então, sair. Passei na casa do Antônio Mendes que seria o comentarista do jogo. 

"E, quando eu estava em Montenegro, a caminho para Vacaria, tocou o meu celular, era o Claucir. Tive que voltar para pegá-lo. Ele havia tomado umas “pingas” a mais e tinha dormido demais. O dinheiro para viagem era contado. Depois do jogo, que teve a vitória do Noia por 1 a 0, gol marcado por Pachequinho, passamos num posto de gasolina e colocamos o restante da grana que tinha na carteira: apenas sete reais. Eu e os outros dois estávamos apavorados. Pois ninguém mais tinha dinheiro. Com sete “pila” nós teríamos que chegar em Novo Hamburgo. No pedágio, falamos que fomos assaltados e levaram o nosso dinheiro. Passamos sem pagar. Tivemos que parar em Caxias do Sul, no Estádio Alfredo Jaconi, onde jogavam Juventude e Flamengo para pedir dez Reais emprestados para o Marcos Couto. Colocamos esta grana de gasolina e pegamos a estrada. No outro pedágio, de novo na cara dura, nós falamos a verdade. Passamos e chegamos são e salvos em casa. Mas foi um dos momentos mais nervosos que já passei. Era assim a vida de um jornalista no interior, com muitas dificuldades. Mas esse ano valeu a pena, pois o Novo Hamburgo conquistou a Campeonato Gaúcho da Série B. E isso foi com uma rodada de antecedência"

O jogo foi contra o Taquariense no Estádio Marques da Cunha. Era um domingo com muito vento, um pouco nublado e cinzento. Mas o Noia conseguiu superar o time da casa. O atacante Emerson foi o autor do primeiro gol, de falta. A pequena torcida do Novo Hamburgo, cerca de 200, comemoraram como nunca. Depois, de pênalti, cobrado pelo zagueiro Aládio, o anilado marcou o segundo. O terceiro gol foi do centroavante Leco. O volante Joel Marcos lançou o atacante que marcou o gol definitivo, dando o título para o Novo Hamburgo. Depois do apito final do juiz, a torcida invadiu o campo e pôde festejar com os jogadores e eu registrei tudo isso através do microfone da Rádio Progresso. Foi um dos momentos mais alegres da minha vida.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...