quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Quem vai pagar os R$ 300 mil?

Vice de futebol do Noia, Everton Cury, não irá ´perdoar` multa de R$ 300 mil.

Alô, amigos!

Entre esta quinta-feira e amanhã deve ocorrer uma reunião em Novo Hamburgo entre o agente Cassiano Mendes, representante do Beto Campos, com o vice de futebol do Noia, Everton Cury para definir o futuro do treinador. Cassiano Mendes irá tentar um acordo com o Novo Hamburgo. Ou seja: vai pedir a liberação do Beto Campos sem que para isso tenha que pagar a multa imposta em um pré-contrato firmado quando da ida do Beto para Criciúma. 

DIFÍCIL - Conversando com o colega da Rádio Eldorado de Criciúma, Denis Luciano, sobre a situação do Beto Campos, ele me disse que o acerto do Tigre com o Beto Campos seria muito difícil em virtude desta multa que o treinador teria que pagar para permanecer em Santa Catarina. A não ser que o seu empresário, Cassiano Mendes, acenasse com um acordo com o Noia ou se pagasse este valor. O Criciúma não está disposto desembolsar R$ 300 mil para ter o Beto Campos em 2018. E agora? Quem vai pagar esta multa? O Everton Cury deixou claro que tem acordo firmado e não vai afrouxar. 

RECONHECIMENTO - Convenhamos, todo profissional deseja um posto maior, salário melhor, mais estrutura para desenvolver o seu trabalho e neste sentido o Beto Campos tem todo o direito de sonhar com a permanência no Criciúma, um clube muito organizado e que está na Série B do Campeonato Brasileiro. Não posso condenar o Beto Campos por querer crescer na sua profissão. Acho que ele deve ser feliz! Preciso reconhecer isso. 

PLANO B - Com certeza o Everton Cury já está com o plano B encaminhado. Quero dizer ao torcedores do Novo Hamburgo que o vice de futebol está trabalhando com outros nomes de técnico caso se confirme a permanência do Beto Campos no Criciúma. O principal todos sabem: é Itamar Schulle. Porém, Itamar está em negociação adiantada com o Cuiabá-MT, que disputa a Série C do Brasileirão. 

SÉRIE C - Publiquei na última terça-feira que a Série C do Brasileirão iria distribuir cota de R$ 6 milhões para cada clube em 2018 por meio do canal Esporte Interativo. Mas, segundo o presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Novelletto (foto), por enquanto, ninguém do Esporte Interativo ou da CBF informaram sobre este valor. Oficialmente, conforme o Novelletto, até o momento, os clubes não receberão dinheiro da TV. 


ASSISTA O RESENHA COM EDUARDO PIRES