quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

CRISE NO NÓIA: Mudar não mudando ou mudar mudando?

Everton Cury comanda o futebol do Novo Hamburgo. Foto: GloboEsporte

CRISE NO NOIA?
A terceira derrota consecutiva do Novo Hamburgo neste Campeonato Gaúcho deixou a torcida Anilada bastante preocupada. O time ainda não encaixou. E, sinceramente, duvido que encaixe. Alguma coisa precisa ser feita imediatamente. As comparações são inevitáveis com a equipe do ano passado. E, convenhamos, pelo fato do Nóia ter conquistado o título, a pressão, a exigência, são bem maiores. As críticas também serão mais cruéis. Basta ver o que acontece na dupla Gre-Nal quando estão em momento de crise. O dirigente sente. Mas, precisa ter calma, coerência e não se deixar envolver pelas críticas. Caso contrário, seria um fraco e seu lugar é em casa fazendo tricô. Não é o caso do Everton Cury. Tenho certeza. Já mostrou que é forte. E, como as contratações desta equipe atual do Novo Hamburgo foram feitas por ele, então, só o Everton poderá resolver. Ou muda agora, ou o Nóia poderá sofrer ainda mais. E o técnico Beto Campos está tentando de tudo para ajustar o time. 

O que preocupa é que não vejo ´alma` na equipe. Na década de 90, diante de uma grave crise, o ex-presidente do Inter, Pedro Paulo Zachia, proferiu uma frase, que foi elaborada pelo então vice de futebol Ibsen Pinheiro: que iria mudar não mudando. Seria o caso do Noia. Ou o caso do Noia precisa mudar mudando? Lembre-se da frase do Muricy Ramalho: a bola pune! E pune com severidade. 

Neste jogo, foi a última vitória do Nóia. Foto: Adilson Germann
NOIA NÃO GANHA UM JOGO DESDE JUNHO DE 2017
O time profissional do Novo Hamburgo não vence uma partida desde o dia 4 de junho de 2017. Na oportunidade, o Nóia, então treinado por Ben Hur Pereira, venceu o Inter de Lages, no Estádio do Vale, pelo placar de 2 a 1, em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série D. Claro, temos que levar em consideração que não teve futebol profissional do segundo semestre para o Anilado. E, em jogos pelo Gauchão, o Novo Hamburgo não ganha desde o dia 8 de abril, quando venceu o São José, no Estádio do Vale, por 1 a 0, pelas quartas de final no jogo da volta.