segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

Preocupação com o Noia, Inter se estruturando e o Grêmio nada...

Time anilado mais uma vez tomou três gols, desta vez, em casa, para o Inter. Foto: Ricardo Duarte

MUITO PREOCUPADO COM O NOIA!
Sinceramente, estou bastante preocupado com a situação do Novo Hamburgo neste Gauchão. Foram duas derrotas seguidas, seis gols tomados. Noia é lanterna neste momento. Nas duas partidas que tive a oportunidade de acompanhar pela Aurora 87,9 FM, contra o Caxias e o Inter, vi pouquíssima evolução. O meio-campo ficou mais forte com a entrada do Tiago Ott. Lógico, falta ainda o Preto. Considero que na ausência do nosso ´capita`, que o Zotti seja o seu substituto. O ataque me preocupa. Nada de gols. Edson Reis está solitário e ainda não me convenceu. Tentaria com o Flávio Torres. Fiquei sabendo ontem no final da noite que a direção do Noia irá contratar dois jogadores: um goleiro e mais um volante. O fato é que o time anilado precisa urgente se recuperar no Gauchão no jogo contra o São José. O importante agora é mudar o discurso e esquecer o título do ano passado. Os torcedores querem, na verdade, distância da zona de rebaixamento. 

Técnico Odair Hellmann faz bom trabalho. Foto: Ricardo Duarte
INTER DE BOA!
Em duas partidas neste campeonato, o técnico Odair Hellmann mostrou que sabe verdadeiramente o que está fazendo. Ele conhece do riscado. Está aos poucos estruturando a mecânica de jogo do time colorado. Em comparação ao ano passado quando Antônio Carlos era o treinador, com certeza, taticamente o Inter está melhor. Agora, o lateral Ruan e o meia Patrick não podem vestir a camiseta do colorado. São fracos demais!

Time de garotos do Grêmio é fraco. Foto: Lucas Uebel
E O GRÊMIO NADA!
Se o Internacional está bem, o time super reserva do Grêmio vai de mal a pior. Tomou uma ´chapuletada` do Caxias dentro da Arena. E não adianta tentar me convencer que neste time de garotos temos jogadores que poderão no futuro representar a nação gremista! Por enquanto, ali, são todos jogadores que rodarão o interior do país em busca de um sonho. Ou, largam tudo e vão estudar.