sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

A demissão do Zago!

Técnico Antônio Carlos Zago foi o primeiro treinador demitido em 2018 no futebol gaúcho.
Foto: Arthur Dallegrave

Alô, amigos!

Até que demorou muito para que um dirigente tomasse a iniciativa de demitir um treinador. Aconteceu com o técnico Antônio Carlos Zago. Foi demitido após perder em casa a classificação para o Avaí na Copa do Brasil. Aliás, os rumores da sua demissão já circulava há bastante tempo nos bastidores do Estádio Alfredo Jaconi. E, pelo que fiquei sabendo, era o presidente que segurava o Zago no cargo, mas acabou pressionado por aspones que não sabem absolutamente nada de futebol e que ficam cagando tese como se soubessem. 

Sinceramente, o futebol brasileiro não tem jeito. Não tem qualquer tipo de planejamento para o futuro. Tudo precisa ser imediato. É por isso que o nosso futebol está cada vez mais defensivo, ruim e pouco criativo. Afinal, os treinadores preferem ser defensivistas do que jogar, com receio de ser mandado embora por quem não sabe nada. Sou fã dos treinadores que não tem medo destes dirigentes babacas.

Quem será o próximo? A cada dia um dirigente toma a decisão de mandar um técnico embora ao dar ouvidos para aspones, torcida e imprensa. É preciso também profissionalizar o dirigente. Aliás, o dirigente deveria fazer um curso de técnico, só assim, saberia exatamente o que está sendo proposto pelo treinador que ele contratou. E, convenhamos, não entendo: como de uma hora para outra, o técnico que era bom ficou ruim? O que foi campeão e agora não serve mais? Desaprendeu? É isso?