terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Medo do fantasma do rebaixamento!

Noia, do meia Zotti, ainda não conseguiu dar uma resposta positiva no Gauchão.
Foto: Adilson Germann/JEA Comunicação



Alô, amigos!

Desde ontem, quando o Novo Hamburgo empatou em casa com o time do São Paulo de Rio Grande, no Estádio do Vale, converso com os torcedores anilados, e ex-dirigentes, sobre a atuação do time e a situação do clube neste Campeonato Gaúcho. Além disso, acompanho algumas manifestações nas redes sociais e, é quase unanimidade, que o Noia está correndo sérios riscos de rebaixamento.

Precisa urgente se recuperar no campeonato. Tem ainda 18 pontos para disputar e vai precisar de pelo menos nove ou dez para escapar da queda. Porém, pela frente, terá adversários difíceis que estarão brigando por classificação ou querendo se afastar do fantasma. Ainda tem Cruzeiro (casa), São Luiz (casa), Grêmio (fora), Brasil de Pelotas (casa), Veranópolis (fora) e Avenida (fora). 

Infelizmente, a tabela não favorece o Noia. E, sim, estamos todos preocupados. Afinal, a última vez que o Noia caiu foi em 2001. De lá para cá foram mais momentos bons do que ruins, culminado com o título gaúcho do ano passado. Acho que está na hora de todos nós, anilados, unirmos contra um fantasma que está assombrando a nossa vida. A vitória sobre o Paysandu pareceu estar mudando o animo do time, mas não vimos esta mudança em campo contra o São Paulo.

Portanto, espero que os jogadores estejam cientes da real situação e que busquem forças de onde não tem e que consigam as vitórias necessárias para que o clube possa permanecer na elite do futebol gaúcho em 2019. Só isso.